Ademir

Sertânia-PE-Sob a Proteção
de Nossa Srª. da
Imaculada da Conceição

Cordeiro & Caldas

Para reflexão

Perfil

 

Engenharia Elétrica

Visitas

916676
HojeHoje316
OntemOntem1502
Esta SemanaEsta Semana4605
Este MêsEste Mês30989
TodasTodas916676

Luiz da Silva Dodô

Banner

Raimundo Sá Laet (Mundico)

Banner

Marcos Cordeiro

Banner

Waldemar Cordeiro

Banner

 

teste

PLANTAÇÃO DE UVA DOMÉSTICA PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 56
PiorMelhor 
Escrito por Lívio Chaves   
Seg, 08 de Agosto de 2011 06:36

Orientações de como fazer uma plantação de uva doméstica

 

As principais características de um parreiral doméstico são o cultivo das videiras em áreas reduzidas, a necessidade de um planejamento mais simplificado e o destino da produção para o consumo da própria família produtora.  Os melhores terrenos para o plantio de um parreiral doméstico são às áreas mais frias, pois as baixas temperaturas auxiliam no bom desenvolvimento dos frutos.

Segundo o pesquisador Samar Velho da Silveira, da Embrapa Uva e Vinho, de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, as variedades de videiras mais recomendadas para o cultivo são as de mesa comum, as ditas americanas, tais como a Niágara Branca e Rosada, a Isabel e a Concord. Cuidados na escolha das mudas e do sistema de condução também são fundamentais para o sucesso do cultivo. Além disso, o solo precisa receber o tratamento adequando “é importante que quatro meses antes do plantio se realize uma análise do solo, para verificar os níveis de Ph, macro e micro nutrientes e dessa forma, com uma orientação de um engenheiro agrônomo, realizar a adubação para a correção destes níveis”, ressalta o pesquisador.

É importante que sejam escolhidas mudas de viveiros conceituados e que as mudas sejam de raízes nuas com no mínimo três raízes. O agricultor deve adotar o sistema de latada que favorece o crescimento horizontal. No inverno, a planta deve ter uma poda racional para evitar o sombreamento.

Questões referentes ao tamanho da cova são importantes de serem observados. Em solos argilosos as covas devem ter 60 cm de largura por 60 de altura por 60 de profundidade. Em solos arenosos podem ser menores e se deve usar o sistema de 30 x 30 x 30. Outra recomendação é  o cuidado com o trato da muda logo após o plantio. Elas devem ser irrigadas e receber uma taquara a fim de que a muda seja orientada a crescer na vertical. 

 
 
Banner

Vaquejada em Sertânia

Banner

Banner

    Viva plenamente!!!
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner